linha vermelha

¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯

iconessociais

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Playboy - Suzane Carvalho: A musa do futebol da Globo - Edição Outubro 1982

Confira as fotos da atriz e esportistas, Suzane Carvalho, capa da Playboy de outubro de 1982!

Confira as fotos da atriz e esportistas, Suzane Carvalho, capa da Playboy de outubro de 1982!

Suzane Carvalho (Rio de Janeiro, 26 de Dezembro de 1963) é uma ex-atriz e atual piloto de automóveis. Ela é filha da atriz Lia Farrel e irmã da também ex-atriz Simone Carvalho. Suzane começou como atriz bem cedo, aos dois anos de idade já fez seu primeiro trabalho em publicidade. No teatro, começou aos 13 anos no musical infantil "O Circo". Peça em que a ex-atriz interpretava uma coelhinha. Entre 1977 e 1988, desenvolveu muitos trabalhos em teatro, destacando-se as peças "O Analista de Bagé", "Bocage", "Férias Extra Conjugais", dentre outras. Também foi produtora de peças em São Paulo e no Rio de Janeiro. Suzane estreou na TV pela Rede Globo aos 18 anos atuando em novelas como "O Homem Proibido", "Vereda Tropical" e "Champagne", onde fez a personagem "Zaíra". Trabalhou, também, em humorísticos como "Chico Anísio Show", e programas especiais como "Caso Verdade" e "A Era dos Halley". Na TV Manchete, trabalhou com o Costinha no programa "Domingo de Graça" e na Rede Bandeirantes, os maiores destaques foram a "Miss Constituinte", do programa "Agildo no País das Maravilhas", e a apresentação dos famosos Bailes de Carnaval. Começou no cinema aos 14 anos e, ao todo, fez oito filmes. Sua primeira aparição foi no longa-metragem "Sábado Alucinante". Participou também de "Fêmeas em Fuga" e "Perdidos no Vale dos Dinossauros". Desde criança, o sonho de Suzane era ser piloto de automobilismo. Em 1989, começou a correr de kart e, no mesmo ano, foi campeã brasileira e de várias outras competições. Passou pelas Fórmulas 1600, Fórmula Ford, Fórmula 2000 canadense e Fórmula 2000 italiana. Em 1992, foi campeã brasileira e sul-americana da Categoria B da Fórmula 3. Essa foi a primeira vez na história do automobilismo mundial que uma mulher conquistou um título na Fórmula 3, que é disputada em todo o mundo, e com isso, Suzane entrou definitivamente para o Guinness Book e para a Enciclopédia Barsa. Além disso ela foi eleita "Esportista do Ano" pelo programa Fantástico, mesmo em ano olímpico. A repercussão atingiu nível mundial, chegando a países como Estados Unidos, Itália, França e Inglaterra. Suzane chegou a receber uma proposta para testar um carro de F1 pela equipe Larrousse, mas não aceitou o convite alegando que aquilo era apenas uma estratégia de marketing e que não tinha a pretensão de contratá-la. Entretanto, mesmo com toda a repercussão, no ano seguinte a seu título, a piloto não pode correr novamente na categoria por falta de patrocínio. Em 1996 Suzane ficou parada novamente por falta de patrocínio. No ano seguinte, conseguiu patrocínio para fazer três etapas do Campeonato Carioca de Kart e do Campeonato Sul-americano de F-3, além de uma temporada completa no Campeonato Carioca de Carros de Turismo, no qual ela foi colocada para fora da pista em todas as etapas. Algum tempo depois Suzane descobriu que os outros pilotos faziam um sorteio em cada corrida para decidir quem ia botá-la para fora naquela prova. Em 1998 a piloto foi para a Inglaterra e disputou a Palmer Audi onde também sofreu com o preconceito pois a equipe lhe dava um equipamento inferior. O acesso aos dados da telemetria era limitado, porém, um dia, ela entrou no caminhão da equipe e comprovou a diferença. Depois desse incidente ela disputou o Vectra Challenge. No ano de 1999 Suzane assinou contrato com a prefeitura do Rio de Janeiro e foi correr na Indy Lights Pan-americana. Passadas três etapas a prefeitura não lhe pagou o dinheiro. Ela então assinou com a Coppertone que, após duas etapas, também não pagou. Em 2000 a piloto conseguiu o apoio da UOL que lhe dava 40% do dinheiro, entretanto, após cinco etapas o dinheiro acabou. No ano de 2001, ficou sem correr novamente. No ano seguinte surgiu a Copa Clio com a proposta de uma categoria barata, sendo gasto em cada prova em média R$ 7 mil. Porém, já na primeira etapa, Suzane teve que desembolsar R$ 22 mil e ela não tinha mais como investir e parou de competir. No ano de 2004 a piloto montou um centro de formação de pilotos que mantém até hoje. Em agosto de 2011 Suzane voltou a correr com um carro de Fórmula 3, ela disputou a etapa do Rio de Janeiro da Fórmula 3 Sul-americana na classe Light. O convite foi feito pela equipe Cesário Fórmula.









Comentários
10 Comentários

10 comentários:

  1. eu chupava este bucetão cabeludo por horas fazendo-a gozar muito ao mesmo tempo que acariciava esta bunda deliciosa e depois metia meu pau nela para nos dois gozarmos juntos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre inicia-se o comentário com letra maiúscula. Os termos adequados são vulva e pênis. Nós se escreve com acento agudo no O.

      Excluir
  2. O substantivo (atriz) deve concordar com outro substantivo (esportista). Portanto, o correto é atriz e esportista.
    Suzane Carvalho foi excelente nas fotos. A melhor foto de Suzane foi a 3ª, em que ela levanta o pano vermelho e abre as pernas totalmente nua. Eu amo a bunda feminina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. faça melhor seu besta, criticar é fácil, vc deve ter uma piroquinha e so olha as fotos das mulheres desejando ter um corpo igual, enfia o dedo no cu e torce seu merda.

      Excluir
    2. Você me respeite. Você é que critica os outros e escreve palavrões no site Garota da Playboy. Eu estou elogiando o ensaio de Suzane Carvalho.

      Excluir
  3. Tu és um babaca otário de merda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha aqui, eu exijo respeito no site Garota da Playboy. Eu tenho todo o direito de elogiar as estrelas de Playboy.

      Excluir
  4. Tudo viado que finge gostar de mulher,vai xupar cu e pau gente machos é sempre e vai ser melhor uie uie uie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha aqui, eu sou heterossexual, e não admito xingamentos no site Garota da Playboy. Entendeu?

      Excluir
  5. Que peitos lindos e buceta perfeita, ah se eu pudesse são menos passar a mão.

    ResponderExcluir

Comente aqui