linha vermelha

¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯

iconessociais

quarta-feira, 21 de março de 2012

Sexy - Capa: Andrea Guerra - Edição Maio 2003

 Confira as fotos de Andrea Guerra, capa da Sexy de maio 2003!

Desfilou e venceu o Concurso das Panteras de 1990. Na televisão estreou e ganhou notoriedade em 1994, como a protagonista do episódio A Desinibida do Grajaú, do Caso Especial, na Rede Globo, personagem pela qual é lembrada até hoje. Atuou também na novela Mandacaru, na extinta Rede Manchete e em Dona Anja, do SBT. Foi capa da revista Manchete (ed. nº 2091, em 1992), duas vezes da Playboy, em setembro de 1991 e em maio de 1998, e da revista Sexy, em maio de 2003. Em 1995, foi destaque no carnaval na Escola de Samba Acadêmicos do Grande Rio. Participou dos clipes das músicas "Pedra, Flor e Espinho", do Barão Vermelho, e "Saudade Bandida", da dupla Zezé di Camargo e Luciano. Vendeu produtos eróticos no canal Shoptime e fez cobertura de bailes de salões no carnaval para a TV Bandeirantes em 1999, teve pequenas participações no Zorra Total e tentou carreira como cantora.
























Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Agora ela engordou não cuidou da pele está irreconhecível!

    ResponderExcluir

Comente aqui